ORAÇÃO

oracao
 

A oração é comunhão com Deus. A oração é o laço íntimo com o nosso Criador e Salvador.

De madrugada, ainda bem escuro, levantou-se, saiu e foi a um lugar deserto, e ali orava.” – Marcos 1:35

Jesus é nosso exemplo. Ele como Filho de Deus orou com freqüência (Mateus 14:23; 26:36, Marcos 6:46, Lucas 5:16, João 17). Da mesma forma, o apóstolo Paulo orava “(Romanos 1:09, Efésios 1:16). Há muitos exemplos na Bíblia de pessoas orando e obtendo respostas para suas orações. Deus quer que os crentes tenhão comunhão com Ele, e isto é realizado através da oração.

Por que devemos orar? Uma razão é que nossa batalha “não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes.” – Efésios 6:12

Ao olhar para a vida de Jesus, vemos que Ele sempre orava. Era a sua prática habitual de acordar bem cedo de manhã, enquanto ainda estava escuro e orar. Freqüentemente, Ele se afastava das pessoas que Ele estava ministrando e ia para um lugar sossegado para orar. Muitas vezes ele passava a noite toda em oração.

Se Jesus, o Filho de Deus passou uma grande porção da Sua vida terrena orando e encorajando os seus discípulos a orar, isto nos mostra que precisamos dedicar tempo com Deus, como Jesus fez.

Por que a oração é tão importante?

Ficamos conhecendo Deus mais através da oração: Deus se revela para aqueles que realmente querem conhecê-Lo. Para aqueles que estão dispostos a dedicar o tempo de separar-se, muitas vezes por um bom tempo e buscá-Lo, a Biblia diz:  Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei. Você vai me procurar, e me achareis, quando me buscardes de todo vosso coração.”  – Jeremias 29:12-13

Temos poder através da oração: A oração é como carregar a nossa bateria espiritual. Muitos de nós utilizam telefones celulares. O que acontece com ele, se continuarmos a utilizar o telefone e nunca mais o carregamos? A resposta é óbvia. A bateria vai descarregar e mais cedo ou mais tarde, o telefone deixará de funcionar até que seja adequada e totalmente carregada. Da mesma forma não podemos deixar de orar.  

A oração nos muda: A oração não somente muda situações e circunstâncias, mas uma das razões mais importantes porque precisamos orar é que Deus nos transforma em oração. Jacob tinha sido uma fraude e um enganador. Não até que ele realmente começou a orar foi quando ele mudou. Ele estava com tanto medo de encontrar seu irmão Esaú, que decidiu dedicar tempo para orar. Ele orou a noite toda e sua vida mudou. Seu nome mudado de Jacó para Israel e seu destino mudou. (Génesis 32:24-28). A oração é a chave. A oração vai te mudar, porque Deus age através da oração.

Deus responde às orações: A Bíblia diz: “Peça e será dado para você, procure e você vai encontrar, bata e a porta será aberta para você. Porque todo aquele que pede, recebe; quem procura, acha; e a quem bate, a porta será aberta.Qual de vocês, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? Se você, pois, sendo maus, sabem dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus lhes dará coisas boas aos que Lhe pedirem!” – Mateus 7:7-11. Deus dá coisas boas aos que lhe pedirem. Deus responde às orações. Outro verso diz: “Você não tem porque não pede” – Tiago 4:2. Deus dá a quem o pedir. Deus dá àqueles que confiam nele, a ponto de pedir para Ele. Deus é capaz de responder às suas orações, mesmo além das suas expectativas: “Àquele que, pelo poder que actua em nós, é capaz de tudo realizar muito para além do que pedimos ou pensamos, a Ele seja dada glória na igreja e em Cristo Jesus através de todas as gerações, para todo o sempre! Amém.” – Efésios 3:20-21. Não importa qual seja a sua situação, não importa que circunstâncias você pode estar enfrentando, leve-o a Deus em oração. Ele quer responder às suas orações. Ele deseja ouvir suas preces. Ele quer saber que você confia Nele, e que você acredita Nele, a ponto de ir a Ele com tudo o que está no seu coração. 

Através da oração somos libertos das tentações: “E quando Ele estava no lugar, Ele lhes disse:” orai para que não entreis em tentação. . .  E disse-lhes: Por que você dorme? Levante-se e ore para que não entreis em tentação” –Lucas 22:40, 46. A oração nos torna capazes de resistir a tentações. Muitos caíram e foram derrotados porque negligenciaram a oração. Nosso inimigo, o diabo, o tentador está no negócio de enfraquecer e destruir os crentes. Jesus nos encoraja a orar para não cairmos em tentação. A oração é a chave para as respostas de Deus.

Há muitas mais razões pelas quais é importante orar. Não importa qual seja a sua situação, Deus está desejando que você fale com Ele através da oração.


Pergunta: “Qual é o poder da oração?”

Resposta: A idéia de que oração possui poder inerente é bem popular. De acordo com a Bíblia, o poder da oração é simplesmente o poder de Deus, o qual escuta e responde às orações. Considere o seguinte:

1) O Senhor todo-poderoso pode fazer qualquer coisa; não há nada impossível para Ele (Lucas 1:37). 

2) O Senhor todo-poderoso convida o Seu povo a orar a Ele. Oração a Deus deve ser feita de uma forma bem persistente (Lucas 18:1); com ação de graças (Filipenses 4:6); em fé (Tiago 1:5), de acordo com a vontade de Deus (Mateus 6:10), para a glória de Deus (João 14:13-14) e de um coração correto diante de Deus (Tiago 5:16). 

3) O Senhor todo-poderoso escuta as orações de Seus filhos. Ele nos manda orar, e promete escutar nossas orações. “Na minha angústia, invoquei o SENHOR, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos” (Salmos 18:6).

4) O Senhor todo-poderoso responde às orações. “Eu te invoco, ó Deus, pois tu me respondes; inclina-me os ouvidos e acode às minhas palavras” (Salmos 17:6). “Clamam os justos, e o SENHOR os escuta e os livra de todas as suas tribulações” (Salmos 34:17). 

Um outra idéia popular é que a quantidade de fé determina se Deus vai ou não responder as nossas orações. No entanto, às vezes o Senhor responde nossas orações apesar da nossa falta de fé. Em Atos 12, a igreja ora pela libertação de Pedro da prisão (v.5), e Deus responde suas orações (v.7-11). Pedro bate à porta do lugar onde as pessoas estavam reunidas para orar, mas aqueles que estavam orando de primeira se recusaram a acreditar que realmente era Pedro. Eles oraram para que Pedro fosse liberto, mas não acreditavam que iriam receber uma resposta à sua oração. 

O poder da oração não vem de nós – não são palavras especiais que dizemos ou um jeitinho especial que oramos ou até mesmo quão frequentemente repetimos nossas orações. O poder da oração não é baseado em que direção nos viramos ou qual a posição dos nossos corpos quando oramos. O poder da oração não vem do uso de artefatos, imagens, velas ou do rosário. O poder da oração é baseado em Quem escuta nossa oração e a ela responde. Oração nos coloca em contato com o Deus todo-poderoso, e devemos esperar grandes resultados, quer Deus queira nos dar ou negar o que pedimos, ou até mesmo se Ele pede para que esperemos n’Ele. Qualquer que seja a resposta das nossas orações, o Deus a quem oramos é a fonte de todo o poder. Ele pode e vai nos responder de acordo com a Sua perfeita vontade e no momento que Ele julgar correto.


 

Jesus falou que devemos orar sempre e nunca desistirmos

Podemos até pensar porque fala-se tanto de oração? é porque quando falamos de oração estamos falando de comunhão, de relacionamento e de intimidade com Deus. Certa vez perguntaram a certo pastor qual o segredo do seu sucesso e ele respondeu,  primeiro oração, segundo oração e terceiro oração, se todos nós orássemos todos os dias a igreja seria mais produtiva, mais dinâmica e mais forte. Orar  é se colocar nas mãos de Deus para que Ele cumpra a sua vontade na terra.

Quando queremos medir a temperatura do corpo, do tempo e das maquinas nos usamos o termômetro, na vida do cristão a temperatura de sua espiritualidade é medida pelo tempo gasto em oração e na comunhão com Deus e com Sua palavra, se nos não orarmos e nem lermos a bíblia certamente esfriaremos.

Você pode estar pensando eu não tenho tempo para a oração e nem para ler a bíblia eu digo que falta  vontade desejo, pois temos tempo para ver tv, para irmos a lanchonete, para visitar nossos amigos, familiares enfim temos tempo para tudo ou melhor fazemos aquilo que nos da prazer, o que temos que aprender é disciplinar a nossa vida de oração, o tempo temos que subtrair de alguma atividade qualquer. O que temos que aprender é  que nenhum homem é maior que a nossa vida de oração.

Quando lemos no livro de Hebreus 11 que fala dos heróis da fé, com toda a certeza eles tiveram que se disciplinar na vida de oração, Noé não teria construído a arca segundo a vontade de Deus se não tivesse uma vida de oração, Abraão não seria o pai da fé se não fosse um homem de oração, Isaque não teria recebido uma esposa virtuosa se não fosse um homem de oração, José não teria vencido a tentação se não fosse um rapaz de oração,  Elias  o homem do fogo, conservava uma vida de oração,  Eliseu era um homem movido pelo sobrenatural ele tinha unção sobre ele porque tinha uma vida de oração (  era tamanha a unção sobre a vida dele que ate mesmo depois de morto os seus ossos ressuscitaram uma pessoa II Reis 13. 21 isto porque orava), Neemias foi o grande reconstrutor dos muros de Jerusalém, porque era um homem de oração, Daniel foi lançado na cova dos leões e milagrosamente guardado ali, porque não alterou sua agenda de oração aqueles que tem a oração como algo indispensável em suas vidas jamais são abandonados por Deus e são sempre lembrados pelo Senhor.

E é por este motivo que é difícil se ter uma vida de oração, pois o diabo sabe que se tivermos vida de oração teremos poder, quanto maior a vida de oração maior o grau de santidade, muita oração muito poder e santidade, pouca oração pouco poder e pouca santidade, nenhuma oração nenhum poder e nenhuma santidade.

E por este motivo quero trazer este estudo sobre oração provavelmente não terminarei nesta noite pois muitos são os pontos a serem abordados.

1 – inimigos da oração

2 – atitudes que impedem que nossas orações sejam respondidas

3  – O poder da oração

1 – inimigos da oração

1- Cansaço: existem três tipos de canseiras: a canseira mental, a física estas duas andam juntas e a espiritual, uma pessoa com a mente cansada não consegue coordenar suas ideias e pensamentos e não consegue se concentrar, um físico cansado não tem poder de perseverança, e um espirito cansado impede qualquer tentativa de oração ( falar sobre a oração durante a madrugada)

2 – distração: TV, internet, futebol, trabalho, namoro, amigos, mais o mais usado é o trabalho

Salmo 127. 1 – 2 Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem.

3 – intranquilidade e inquietude interior; isto vemos muito naquelas pessoas que vivem de ondas pessoas que nunca estudam a palavra para buscar a revelação, mas para satisfazer sua curiosidade ficam imaginando situações em que podem se apresentar aos irmãos como um ser superior que esta cima dos demais um sabe tudo, pessoas assim não se concentram para orar, e quando oram suas suplicas e petições são egoístas visando elas mesmas.

4 – Desanimo. O desanimo atrai para a vida da pessoa uma frieza espiritual,  e esta frieza atrapalhara o seu crescimento na vida de oração,cabe a pessoa que assim se encontra é disciplinar a sua vida de oração gradativamente ou seja orar um pouco a cada dia, alias , a falta de oração é fruto da frieza espiritual.

Temos por costume de se desanimar por tudo e qualquer coisa só que a bíblia diz em 2 coríntios 4.8 Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porem não desanimados.  Perplexidade é aquele momento quando se esta indeciso; quando não se sabe qual direção tomar, e Paulo diz que a perplexidade não deve dar lugar ao desanimo.

2 – Atitudes  que impedem que nossas orações sejam respondidas:

1 – Desobediência Deuteronômio 1:45  Vocês voltaram e choraram perante o Senhor, mas ele não ouviu o seu clamor nem lhes deu atenção.

2 – pecado secreto. Salmos 32:3-5 Enquanto guardei silêncio, consumiram-se os meus ossos pelo meu bramido durante o dia todo. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio.  Confessei-te o meu pecado, e a minha iniquidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado.

Quando a pessoa tem consciência de que pecou mesmo que seu pecado não seja do conhecimento de ninguém, e não confessa sua falta perante Deus, os pecados secretos serão um empecilho em sua vida e impedem que as orações sejam atendidas. Isaías 59:1-2  Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir, mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça.

3 – Indiferença. Provérbios 1:28-31  Então a mim clamarão, mas eu não responderei; diligentemente me buscarão, mas não me acharão. Porquanto aborreceram o conhecimento, e não preferiram o temor do Senhor; não quiseram o meu conselho e desprezaram toda a minha repreensão; portanto comerão do fruto do seu caminho e se fartarão dos seus próprios conselhos

Isto é o que acontece as pessoas que conhecem a verdade e a desprezam suas orações não são respondidas

4 – Negligencia. pessoas que se descuidam da sua vida com Deus sabem o que devem fazer mas não fazem sabem que vem perdoar e não perdoam, sabem que devem amar e não amam.

5 – Desprezo a palavra. Provérbios 28:9 O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração é abominável

6 – Falta de fé e dúvidas. Tiago 1:5-6 Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não censura, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, não duvidando; pois aquele que dúvida é semelhante à onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento.

4 – Porque a oração é importante para a igreja

1 – Porque a igreja nasceu orando

Atos 1:13-14  E, entrando, subiram ao cenáculo, onde habitavam Pedro e Tiago, João e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, irmão de Tiago. Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos.

2 – Porque é a chave para a conversão das pessoas. Atos 9:11 E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando

3 – Porque é o grito de socorro em tempos de crises. Atos 12:5 Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.

3 – O  poder da oração

1 – A oração é uma arma poderosa.

Efésios 6:10-18,  Finalmente, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes. Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz, tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos,

2 – A oração é a chave invisível que abre portas

Quem ora sabe que a porta se abrira, Paulo e Silas, no fundo de um cárcere imundo, com mãos e pés atados louvaram e oraram o tempo todo.

Atos 16:25 Pela meia-noite Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, enquanto os presos os escutavam.  Você quer que as portas se abram para voce? Ore!

3 – A oração é a mais sublime atitude de adoração

Quem não ora, ainda não aprendeu adorar, a oração aprofunda a comunhão do homem com Deus, quem não ora deixa de receber benefícios da parte do Senhor em sua vida  Is. 1. 19 Se quiserdes, e me ouvirdes, comereis o bem desta terra;

4 – A oração é o meio de comunicação mais eficiente para se falar com Deus

Quando estamos orando nós falamos diretamente com Deus, não existe nenhum intermediário neste momento neste momento somos nós e Deus é a hora de falarmos de nossas duvidas, problemas, dificuldades, é hora de termos as nossas forças renovadas, é o momento em que Deus nos mostra quais são os seus planos as suas vontades, qual é o melhor caminho a se seguir, para que não haja tropeços e desilusões no final, temos deixado a oração em segundo ou porque não dizer até em terceiro plano em nossa vida, daí a razão para tantas desilusões e decepções, pois falta conversa não temos um ralacionamento, é muito facil de entender isto um casal que não conversa que não tem um dialogo entre eles o casamento esta fadado ao fracasso, tem tudo para terminar, pois o casal não conversa e deixa de contar um para o outro seus sonhos e objetivos, nossa vida com Deus é igual, como pode Deus te revelar os seus planos e sonhos para você, Amós 3:7 Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. Se  você não conversa com ele como pode ele te ajudar se você não fala das suas duvidas, planos e sonhos, mas, sempre tomamos as decisões  sem consultar Deus depois da tudo errado ai o culpado é Deus.

Este era o segredo da comunhão de Jesus com Deus oração, Jesus tinha uma vida de oração e consagração, Jesus se isolava para orar, ele deixava todos os seus afazeres para se dedicar a oração, levantava de madrugada para orar, e isto era uma marca do ministério de Jesus, pois em Lc. 11.1 encontramos seus discípulos pedindo que ele os ensinasse a orar. Lucas 11:1 E aconteceu que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar, quando os discípulos pediram a Jesus que lhes ensinassem a orar, com certeza queriam aprender de Jesus os elementos que compõem a oração, e qual deve ser o padrão a se alcançar. E Jesus lhes ensinou a oração do pai nosso que muitos de nos não sabemos fazer esta oração, e muito menos conseguimos ver quantos ensinamentos e bênçãos estão contidas nesta oração.

Vamos dar uma olhada nesta oração:

Mateus. 6. 9 – 13. Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

1 – Pai nosso. Quando começamos esta oração dizendo Pai nosso, estamos confessando que Deus não é somente nosso pai, mas o pai de muitos, estamos dizendo venho ao teu trono juntamente com os meus irmãos. E está é uma das razões que temos para abolir de nosso meio as diferenças, por isso temos que nos perdoar mutuamente, porque somos parte de uma mesma família.

2 – santificado  seja o teu nome. O nome de Deus deve ser santificado e respeitado por todos, nosso modo de viver pode profanar ou santificar o nome de Deus, que deve ser exaltado acima de todos os nomes, quando nós nos prostramos diante do Pai, temos que ter em mente que estamos diante de um Deus santo e que também precisamos viver em santidade.

3 – Venha o teu reino. Quando você faz esta petição o que se destaca é: o anseio o desejo para pelo estabelecimento do reino de Deus na terra. Cada vez que fazemos esta oração estamos suplicando para que o reino de Deus seja estabelecido, só que, nós estamos ignorando esta verdade. Porque oramos para que Deus estabelece seu reino, só que vivemos estabelecendo nossos próprios reinos, nossa escolha de vida é diferente da oração que fazemos, o que devemos fazer na realidade é alinhar nossa vida com os princípios do reino de Deus.

4 – Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu. Queremos que a vontade de Deus prevaleça, mas não queremos nos submeter ao que Deus quer. O nosso desejo de ver a vontade de Deus se cumprir, tem que nos levar a obedecer a Deus e as suas leis acima de qualquer coisa ou vontade humana, quando assim agirmos colocamos Deus no centro da nossa existência.

5 – O pão nosso de cada dia, dá-nos hoje. Quando Jesus faz esta oração ele está nos ensinando a confiar mais em Deus e que devemos ser dependentes de Deus a cada dia, Jesus nos ensinou isto, pois sabe que o homem de maneira geral costuma a se preocupar com dia de amanha, e Jesus está nos dizendo que é Deus quem faz a provisão de nossa mesa todos os dias. Deus quer participar de cada uma de nossas dificuldades. Naquele tempo o pão nosso de cada dia era apenas a porção de comida para a sobrevivência diária.

6 – Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. Não temos o direito de pedir o que não estamos dispostos a dar.  A segunda parte desta oração é esquecida pela maioria das pessoas que oram a primeira parte, pedindo perdão de seus pecados, mas não perdoam os demais, e isto foi falado por Jesus duas vezes uma neste texto e outra na parábola do juiz iníquo, Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas. Mateus 6:14-15, isto quer que Deus coloca diante de nós uma condição, eu lhe perdoo se você perdoar o seu próximo, do contrario não seremos perdoados, e se não somos perdoados estamos em pecado e se estamos em pecado Deus não ouve nossa oração. Lembre-se temos que perdoar as pessoas.

7 – E não nos deixeis cair em tentação, mas livra-nos do mal. Esta última parte  desta oração serve para nos lembrar que as tentações vem sobre nós todos os dias, e que precisamos clamar a Deus para que nos livre do mal. “mal”, aqui não é um mal ocasional, como um tropeço numa pedra, um problema repentino, a palavra no original se refere ao maligno, isto é, ao diabo. Portanto sempre que oramos somos lembrados de que o maligno esta presente com suas tentações como esteve com Jesus na tentação do deserto. Quando nós não perdoamos estamos dando espaço para o diabo agir.

por: Pr. Rabelo

 

0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)